MARQUE SUA CONSULTA:
Fone: (41) 3027-3807
Fax: (41) 3026-7461

Av. Getúlio Vargas, 2932 Térreo Água Verde

Atividades » Exames complementares

Exames complementares

EXAMES COMPLEMENTARES:

Na Clínica Schaefer você pode realizar vários exames diagnósticos. Durante a consulta, na verificação das lentes de contato ou para confirmar uma suspeita médica, os equipamentos estão a sua disposição.  Além disso, a equipe da Dra. Tania Schaefer tem a sua disposição no CDOP toda a tecnologia de apoio para a execução de cirurgias e outros exames mais específicos. Saiba quais são os exames que estão ao seu dispor:

Angiofluoresceinografia, Angiografia ou Retinografia fluoresceínica - A angiofluoresceinografia é uma técnica de exame que consiste na injeção de um contraste (fluoresceína sódica) numa veia do antebraço ou mão, avaliando o seu trajeto nos vasos da coróide e retina. É um exame importante para o acompanhamento de afecções como: retinopatia diabética, retinopatia por hipertensão, alterações da mácula, tumores oculares, etc. Angiofluoresceinografia é a observação e fotografia da retina durante a perfusão do contrate de fluoresceína.

Biometria Ultra-Sônica ou Ecobiometria - Com o desenvolvimento das lentes intra-oculares (LIO) na cirurgia de Catarata, tornou-se fundamental a obtenção de um método para cálculo do grau da lente a ser implantada. O biômetro é um aparelho que mede o olho através de uma sonda que emite raios de ultr-som, obtendo-se os comprimentos axial do olho, axial da câmara anterior e até a espessura do cristalino. Os biômetros dispõem de fórmulas que automaticamente nos dão a informação do grau da LIO a ser utilizada em uma cirurgia de catarata. Para o calcula da LIO também é necessário anotar no aparelho a ceratometria do paciente, e a A – constante da LIO a ser utilizada.

Campimetria Manual e Computadorizada - O Campo Visual, como o próprio nome diz, é um exame que tem por objetivo avaliar o campo de visão dos pacientes. É um exame indolor em que o paciente fixa o olho numa luz dentro do aparelho e sinaliza (toca uma pequena campainha) à medida que outros pontos luminosos vão surgindo. O paciente deve fazer o exame sem os óculos ou lentes de contato, caso faça uso, e não pode dilatar as pupilas antes de sua realização. O tempo de execução varia de 10 a 20 minutos dependendo da colaboração do paciente. É realizado nos casos de Glaucoma (tanto para diagnóstico quanto para tratamento), alterações neurológicas (exemplo: AVC = derrame), uso de alguns medicamentos (exemplo: Cloroquina) ou outras doenças oculares (exemplo: Retinose Pigmentar).

Curva Tensional Diária - são quatro medidas da pressão ocular às 8h, 11h, 14h e 17h nos casos de glaucoma. Na hora do exame é utilizado um colírio anestésico com fluoresceína.
Gonioscopia - Gonioscopia é o exame do ângulo da câmara anterior (estruturas entre a íris periférica e a córnea incluindo o trabeculado através do qual o humor aquoso deixa o olho. É especialmente importante para a avaliação de casos suspeitos de glaucoma (basicamente para diferenciar casos de ângulo estreito de casos de ângulo aberto), para estudo de tumores de íris, de trauma ocular ou suspeita de outras anormalidades.

I-MP - (Fototrombose Mediada pela Indocianina Verde) - é um procedimento em que se faz a injeção venosa de um corante (indocianina Verde). Após 30 minutos é feita a aplicação de Laser no olho afetado pela Degeneração Macular Exsudativa. É indolor, exceto pela injeção.
 Laser Cristal - é uma cauterização (fotocoagulação) de regiões da retina com o objetivo de diminuir hemorragias ou edemas, feito principalmente na retinopatia diabética e oclusões venosas, e ainda, utilizada para bloquear roturas de retina, como profilaxia (tratamento) do descolamento de retina. Antes é usado o colírio para dilatar a pupila.

Mapeamento da Retina - Avalia em que condição se encontra a retina em diversas patologias e indicações cirúrgicas.

Microscopia Especular da Córnea (MEC) - A MEC é um exame que tem por finalidade avaliar a quantidade de células do endotélio corneano bem como suas características de forma e tamanho. É um exame indolor e de rápida execução. O paciente deve estar sem óculos ou lentes de contato caso faça uso. Para sua realização é necessário apenas que o paciente fixe o olhar numa luz dentro do aparelho. É realizado nos pré-operatórios de cirurgias de catarata ou em casos de doenças da córnea.

Tomografia de Coerência Óptica (OCT) - A OCT promove 3 testes de glaucoma: análise da camada de fibras, análise da espessura macular, e análise da cabeça do nervo óptico; pode ser usado separadamente ou em conjunto com o teste de campo visual para avaliar de forma quantitativa o glaucoma do paciente. A Tomografia realiza também o diagnóstico, tratamento, e gerenciamento de uma faixa completa de anormalidades da retina.
 Teste Ortóptico - É um exame em que se utiliza prismas e lentes especiais para o diagnóstico e medida dos estrabismos.

Exercícios Ortópticos - São utilizados para estimular a função dos musculos oculares, trabalhando a sua motilidade. "É uma ginástica para os olhos".

Potencial de Acuidade Visual a Laser (PAM) - Como o próprio nome diz, é um exame que avalia o potencial de visão do paciente. É realizado principalmente em pacientes que irão submeter-se a cirurgia de catarata. O examinador acende um letreiro luminoso onde aparecem letras ou números que o paciente deve ler. É um exame indolor em que a dilatação da pupila facilita a sua realização.

Paquimetria - A Paquimetria é um exame que mede a espessura da córnea. E indicado nos casos de suspeita de Glaucoma, edema de córnea e pré-operatórios de cirurgias refrativas. É um exame indolor e de rápida execução. O paciente deve estar sem óculos ou lentes de contato caso faça uso. Para sua realização é necessário apenas que o paciente fixe o olhar numa luz dentro do aparelho.

Retinografia Digital - A retinografia é uma fotografia da retina ou do nervo óptico que é feita com auxílio do retinógrafo. As principais indicações são para o diagnóstico e acompanhamento das doenças vítreo retinianas, glaucoma e doenças do nervo óptico.

Terapia Fotodinâmica - A Terapia Fotodinâmica (PDT) é realizada por meio da inoculação via venosa da substância Verteporfina e a aplicação de um laser especial com 689 nm de comprimento de onda. A terapia pode ser utilizada em pacientes diagnosticados com DMRI, ou no tratamento de doenças da visão como a Síndrome da Histoplasmose Presumível ou em casos de altos graus de Miopia.

Topografia de Córnea ou Ceratoscopia - A Ceratoscopia Computadorizada ou Topografia de Córnea é um exame que tem por finalidade avaliar a superfície da córnea. É realizado em casos de Ceratocone, para avaliação pré e pós-operatória de Cirurgia Refrativa (exemplo: cirurgia de miopia), em usuários de lentes de contato, e outros. É um exame indolor e não deve ser instilados colírios para dilatar a pupila antes de sua realização. O paciente fixa o olhar numa luz que há dentro do aparelho para sua realização. O paciente deve retirar as lentes de contato no dia anterior à realização do exame, caso faça uso.

TTT (Termoterapia Transpupilar) - Utiliza um laser especial infravermelho que aquece e oclui os vasos anormais no fundo de olho, sem lesar significativamente a retina sobrejacente. Esse tratamento é realizado em casos selecionados.

Ultra-Sonografia ou Ecografia B - A ecografia auxilia na diferenciação de tumores orbitários e, algumas vezes, substitui a oftalmoscopia quando opacificações dos meios oculares impedem a visualização do fundo de olho. O aparelho de ultra-som utiliza ondas sonoras de extrema alta freqüência (8 a 10 MHz). Há dois métodos principais de ultra-sonografia: A-scan e B-scan. O A-scan é um raio de som que atravessa os tecidos e o eco é refletido de acordo com a densidade dos meios encontrados. O B-scan sofre dispersão no interior dos tecidos (literalmente é a soma de múltiplos A-scan) e detecta a forma e a localização das lesões em forma bidimensional. O método é fundamental para exame das estruturas intra-oculares e retroorbitárias quando os meios são opacos (por exemplo, catarata).

YAG-Laser ou Capsulotomia - O Yag-laser é um tipo de laser através do qual são realizados procedimentos como capsulotomia, iridectomia, vitreólise entre outros. Estes procedimentos são indicados em alguns casos após cirurgia de catarata, alguns tipos de Glaucoma e algumas outras cirurgias. É um procedimento indolor em que os pacientes necessitam alguns cuidados especiais após realizá-lo, como por exemplo não pegar peso durante um curto período de tempo. É necessário também o uso de colírios após sua realização. O paciente deve vir com acompanhante.
 

Outras Notícias

Clínica Schaefer: Av. Getúlio Vargas, 2932 – Térreo - Água Verde - CEP 80204-040 - Curitiba - PR | Fone: (41) 3027-3807